Início
/
Serviços
/
Cuidados de Saúde Hospitalares
Cuidados de Saúde Hospitalares

Bloco Operatório

O Bloco Operatório situa-se no piso 1 e têm o acesso mais fácil pela porta das Consultas Externas

bloco-operatorio

Comissão de Farmácia e Terapêutica

A atual Comissão de Farmácia e Terapêutica foi nomeada por deliberação do Conselho de Administração de 4 de novembro de 2015, atualizada com as deliberações de 04 de agosto de 2016 e de 13 de março de 2018.

Alda Maria Pinto Presidente da CFT – Diretora Clínica dos Cuidados Hospitalares
Mário Paulino Pires Moreira Assistente Graduado Sénior de Medicina Geral e Familiar
(Por delegação do Diretor Clínico dos Cuidados de Saúde Primários)
Teresa Margarida Cruz Bernardo Assistente de Medicina Interna
José Manuel Durão Claro Técnico Superior de Saúde Assistente Principal Farmácia
Ana Margarida Rebelo Lopes Sobral Técnico Superior de Saúde Assistente Farmácia
Ivo José de Oliveira Broncas Técnico Superior de Saúde Assistente Farmácia

 

Consultores da Comissão de Farmácia e Terapêutica
Drª Maria Dulce Pinto Pascoalinho
Dr. Fernando Manuel Casinhas Henriques Simões
Dr. Hugo Miguel Santos Gameiro
Dr. Rui Pedro Duarte Dinis
Declarações de inexistência de incompatibilidades

 

Cuidados de Saúde Hospitalares

O Hospital do Litoral Alentejano HLA, sede da ULSLA, presta cuidados assistenciais diferenciados em regime de ambulatório ou internamento.

Atualmente o HLA dispõe de cinco serviços – Medicina (Área Médica), Cirurgia Geral, Ortopedia (Área Cirúrgica), Anestesiologia e Urgência, contando com mais de uma dezena de especialidades médicas em regime de ambulatório.

 

hospital-do-litoral-alentejano-02

Exames Especiais

O Serviço de Exames Especiais do Hospital  situa-se no Piso 1 e o acesso deve ser feito pela entrada das Consultas Externas.

exames

Hospital de Dia

O Hospital de Dia situa-se no Piso 1 e o acesso exterior deve ser feito pela entrada das Consultas Externas.

hospital-de-dia

Laboratórios

Os Laboratórios do Hospital do Litoral Alentejano situam-se no Piso 1 e o acesso exterior pode ser feito pela entrada principal.

Laboratorios

 

Serviço de Círurgia

O Serviço de Círurgia do Hospital do Litoral Alentejano situa-se no Piso 2 devendo o acesso ser feito através da entrada principal.


Visitas:
o doente pode receber 2 visitas alternadamente nos seguintes horários:

Entre  as 14 e as 16 Horas
Entre as 18,30 e as 20 Horas

hospital-do-litoral-alentejano-04

Serviço de Imagiologia

O Serviço de Imagiologia do Hospital situa-se no Piso 1 e o acesso externo, deve ser feito através da entrada das Consultas Externas

servico-de-imagiologia

Serviço de Medicina

O Serviço de Medicina  A e B do Hospital do Litoral Alentejano situa-se no Piso 3 devendo o acesso ser feito através da entrada principal.


Visitas:
o doente pode receber 2 visitas alternadamente nos seguintes horários:

Entre  as 14 e as 16 Horas
Entre as 18,30 e as 20 Horas

hospital-do-litoral-alentejano-03

Serviço de Medicina Física e Reabilitação

O Serviço de Medicina Física e Reabilitação do HLA situa-se no Piso 1 e o acesso exterior deve ser feito pela entrada própria do Serviço.

entrada-medicina-fisica-e-reabilitacao

 

Serviço de Ortopedia

O Serviço de Ortopedia situa-se no Piso 4. O acesso exterior deve ser feito pela entrada principal.


Visitas:
o doente pode receber 2 visitas alternadamente nos seguintes horários:

Entre  as 14 e as 16 Horas
Entre as 18,30 e as 20 Horas

dsc_0109

 

Serviço de Urgência

O Serviço de Urgência do Hospital do Litoral Alentejano situa-se no Piso 0. servico-de-urgencia-2

 

Devido às características deste Serviço não são possíveis visitas com horários alargados, e o horário a seguir indicado poderá, por imperativos clínicos,  sofrer alterações a qualquer momento.

As visitas aos doentes efectuam-se entre as 11 e as 20 Horas
O Doente pode receber 2 visitas de familiares directos, alternadamente até um máximo de 5 minutos cada, desde que as suas condições de saúde o permitam (de acordo com o critério clínico).

Compete ao familiar de referência indicar previamente entre os familiares quem fará a visita.

 servico-de-urgencia

Serviço Imuno-hemoterapia

 

Responsável do Serviço:  Carlos Aldeia
Técnico Coordenador: Nuno Assunção
Enfermeira Chefe: Isabel Oliveira
Secretariado: Márcia Pereira

Missão: Prestar cuidados de saúde diferenciados e de qualidade, na área da medicina transfusional, utilizando procedimentos eficazes, eficientes e seguros, promovendo a satisfação dos utentes e dos profissionais.

Visão: Ser um serviço que transmite confiança, credibilidade e fiabilidade quando solicitada a sua intervenção. Dar orientações e fornecer um produto seguro em tempo útil, de forma a permitir o tratamento atempado dos doentes da Instituição, visando uma gestão inteligente do stock face ao preço e escassez dos produtos utilizados.

Dádivas de Sangue

A dádiva de sangue é um acto de solidariedade que além de não ser prejudicial à sua saúde, pode salvar vidas. O organismo humano tem a capacidade de reconstituir em algumas horas o volume de sangue que lhe foi retirado com a dádiva.
No entanto, algumas precauções devem ser tomadas para assegurar o seu bem-estar e segurança, e acelerar o processo de recuperação.

Horário no Serviço de Imuno-hemoterapia

terças-feiras
quintas-feiras
1º sábado de cada mês (exepto feriados)
das 9:00 às 12.00h

Consulte a lista atualizada dos LOCAIS DE COLHEITA EXTERNA

ATENÇÃO: Nos dIas 24 26 e 31 de julho, não haverá colheitas de sangue no serviço

calendario-de-colheitas-de-sangue perguntas-frequentes

Áreas de trabalho:

  • Obtenção, gestão e preparação de componentes sanguíneos para transfusão;
  • Consulta geral de Imuno-hemoterapia e consulta de hipocoagulados;
  • Hospital de Dia;
  • Realização de análises – Grupo Sanguíneo ABO e Rh (D);
  • Fenótipo eritrocitário Rh e Kell;
  • Teste de Anti-globulina Humana Directo (Coombs Direto), poliespecífico;
  • Teste de Anti-globulina Humana Directo (Coombs Direto), monoespecífico;
  • Teste de Anti-globulina Humana Indirecto/Pesquisa de Anticorpos;
  • Irregulares anti-eritrocitários (Coombs Indireto);
  • Pesquisa de Anticorpo anti-PF4/Heparina;
  • Pesquisa de D fraco;
  • Estudo do antigénio D (D parcial);
  • Estudo de cada antigénio eritrocitário (fora do Sistema ABO e Rh);
  • Identificação de Anticorpos anti-eritrocitários (em meio anti-globulina humana e enzimático);
  • Titulação de Anticorpos anti-eritrocitários;
  • Pesquisa de Crioaglutininas;
  • Titulação e determinação da amplitude térmica de crioaglutininas;
  • Teste de Donath-Landsteiner;
  • Eluição de Anticorpo anti-eritrocitário;
  • Adsorção de Anticorpo anti-eritrocitário.

Certificações:

Na sequência da inspecção realizada em maio de 2010 foi atribuído o Certificado de Autorização do Serviço de Imuno-Hemoterapia do HLA pela Autoridade para os Serviços de Sangue e da Transplantação, nos termos do decreto-lei 267/2007. A nível nacional, este Serviço, passa a ser o oitavo a obter a autorização.

certificacao-servico-de-sangue

Unidade de Cuidados Intensivos

Caracterização

A Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) da ULSLA tem por missão prestar cuidados diferenciados a doentes que apresentam doença aguda grave que ponha em risco o funcionamento de um ou mais órgãos vitais. Através de uma abordagem multidisciplinar é feito  o suporte vital necessário de forma a tratar e/ou prevenir a falência orgânica. Para este objetivo conta com uma equipa de profissionais médicos, enfermeiros e assistentes operacionais com diferenciação na prestação de cuidados ao doente crítico.
A UCI iniciou a sua atividade em 22 de Novembro de 2005. Tem uma capacidade de 6 camas, uma das quais destinada a doentes que necessitam de isolamento.

Equipa

Diretor do serviço
Pedro Moreira

Enfermeira Responsável
Vanda Seromenho

Equipa Médica
Constituída por 4 médicos a tempo inteiro e por 5 médicos a tempo parcial

Equipa de Enfermagem
Constituída por 19 enfermeiros

Equipa de Assistentes Operacionais
Constituída por 7 assistentes operacionais

Secretariado
Ana Sousa

Pertence ainda à equipa uma psicóloga, uma farmacêutica, uma assistente social.

Unidade de Cuidados Intensivos

Horário de visitas (13h30 – 14h30 e 18h00 – 19h00)
  • É permitida a entrada a uma pessoa de cada vez, num total de 2 pessoas em cada altura, por curtos períodos, e de acordo com a disponibilidade da unidade;
  • Existe uma campainha disponível na sala de visitas para informar a sua presença;
  • As mãos transportam micro-organismos e doenças, por isso é reforçada a lavagem das mãos, sempre, antes da entrada na sala de cuidados, seguindo as instruções dos profissionais de saúde;
  • Existe disponível um cacifo para as visitas poderem guardar os seus objetos pessoais, visto que não devem transportar nada para a sala nem trazer para a pessoa internada sem informação do Médico/a e/ ou do Enfermeiro/a (alimentos, medicamentos, flores, etc).
  • Os objetos de valor são entregues aos familiares logo que possível.


Recomendações

  • Deve-se falar baixo, o barulho pode ser prejudicial para as pessoas internadas;
  • O número de visitas deve ser restrito em prol do bem-estar da pessoa internada;
  • Informações clínicas são dadas pessoalmente por um Médico/a na Unidade e devem ser centralizadas num dos familiares – familiar de referência;
  • Os telemóveis devem estar desligados ao entrar na Unidade ou ficar no cacifo da sala de visitas;
  • Não é permitida a entrada a menores de 14 anos de idade, para sua própria proteção.

A equipa da UCI está sempre disponível para esclarecer qualquer dúvida e para dar as informações necessárias.

 

Contactos
Hospital do Litoral Alentejano
Monte do Gilbardinho EN 261
7540-230 Santiago do Cacém
Telefone: 269 818 100
Fax: 269 818 196
Email da UCI

Viatura Médica de Emergência e Reanimação - VMER

Com inicio de actividade a 03 de Setembro de 2009, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Litoral Alentejano actua essencialmente numa área geográfica que abrange os concelhos de Santiago do Cacém, Sines, Grândola, Odemira e Alcácer do Sal – cerca de 110.000 habitantes.

Com base no Hospital do Litoral Alentejano, EPE. A Viatura Médica de Emergência e Reanimação é um veículo de intervenção pré-hospitalar, destinado ao transporte rápido de uma equipa médica directamente ao local onde se encontra o doente.
Esta equipa é constituída por médico e enfermeiro.

A VMER tem como principais objectivos:
  • Transportar a equipa médica ao local da ocorrência.
  • Transportar o equipamento de suporte avançado de vida.
  • Triar em situação multivítimas.
  • Encaminhar e acompanhar até à unidade de saúde mais adequada à vítima

Actua na dependência directa do Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM)

O CODU é o elo da cadeia de socorro para onde são encaminhados os pedidos recebidos através do Número Nacional de Socorro – 112 – na área da emergência médica. O seu funcionamento é assegurado em permanência por médicos e operadores de central com formação específica para efectuar o atendimento, triagem, aconselhamento de pré-socorro e selecção e accionamento dos meios de socorro mais adequados a cada ocorrência, preparando a recepção hospitalar dos doentes.

A VMER é activada através do INEM/CODU, ligando o Número Europeu de Socorro – 112

Viatura de Emergência Médica

Cuidados de Saúde Hospitalares

Bloco Operatório

O Bloco Operatório situa-se no piso 1 e têm o acesso mais fácil pela porta das Consultas Externas

bloco-operatorio

Comissão de Farmácia e Terapêutica

A atual Comissão de Farmácia e Terapêutica foi nomeada por deliberação do Conselho de Administração de 4 de novembro de 2015, atualizada com as deliberações de 04 de agosto de 2016 e de 13 de março de 2018.

Alda Maria Pinto Presidente da CFT – Diretora Clínica dos Cuidados Hospitalares
Mário Paulino Pires Moreira Assistente Graduado Sénior de Medicina Geral e Familiar
(Por delegação do Diretor Clínico dos Cuidados de Saúde Primários)
Teresa Margarida Cruz Bernardo Assistente de Medicina Interna
José Manuel Durão Claro Técnico Superior de Saúde Assistente Principal Farmácia
Ana Margarida Rebelo Lopes Sobral Técnico Superior de Saúde Assistente Farmácia
Ivo José de Oliveira Broncas Técnico Superior de Saúde Assistente Farmácia

 

Consultores da Comissão de Farmácia e Terapêutica
Drª Maria Dulce Pinto Pascoalinho
Dr. Fernando Manuel Casinhas Henriques Simões
Dr. Hugo Miguel Santos Gameiro
Dr. Rui Pedro Duarte Dinis
Declarações de inexistência de incompatibilidades

 

Cuidados de Saúde Hospitalares

O Hospital do Litoral Alentejano HLA, sede da ULSLA, presta cuidados assistenciais diferenciados em regime de ambulatório ou internamento.

Atualmente o HLA dispõe de cinco serviços – Medicina (Área Médica), Cirurgia Geral, Ortopedia (Área Cirúrgica), Anestesiologia e Urgência, contando com mais de uma dezena de especialidades médicas em regime de ambulatório.

 

hospital-do-litoral-alentejano-02

Exames Especiais

O Serviço de Exames Especiais do Hospital  situa-se no Piso 1 e o acesso deve ser feito pela entrada das Consultas Externas.

exames

Hospital de Dia

O Hospital de Dia situa-se no Piso 1 e o acesso exterior deve ser feito pela entrada das Consultas Externas.

hospital-de-dia

Laboratórios

Os Laboratórios do Hospital do Litoral Alentejano situam-se no Piso 1 e o acesso exterior pode ser feito pela entrada principal.

Laboratorios

 

Serviço de Círurgia

O Serviço de Círurgia do Hospital do Litoral Alentejano situa-se no Piso 2 devendo o acesso ser feito através da entrada principal.


Visitas:
o doente pode receber 2 visitas alternadamente nos seguintes horários:

Entre  as 14 e as 16 Horas
Entre as 18,30 e as 20 Horas

hospital-do-litoral-alentejano-04

Serviço de Imagiologia

O Serviço de Imagiologia do Hospital situa-se no Piso 1 e o acesso externo, deve ser feito através da entrada das Consultas Externas

servico-de-imagiologia

Serviço de Medicina

O Serviço de Medicina  A e B do Hospital do Litoral Alentejano situa-se no Piso 3 devendo o acesso ser feito através da entrada principal.


Visitas:
o doente pode receber 2 visitas alternadamente nos seguintes horários:

Entre  as 14 e as 16 Horas
Entre as 18,30 e as 20 Horas

hospital-do-litoral-alentejano-03

Serviço de Medicina Física e Reabilitação

O Serviço de Medicina Física e Reabilitação do HLA situa-se no Piso 1 e o acesso exterior deve ser feito pela entrada própria do Serviço.

entrada-medicina-fisica-e-reabilitacao

 

Serviço de Ortopedia

O Serviço de Ortopedia situa-se no Piso 4. O acesso exterior deve ser feito pela entrada principal.


Visitas:
o doente pode receber 2 visitas alternadamente nos seguintes horários:

Entre  as 14 e as 16 Horas
Entre as 18,30 e as 20 Horas

dsc_0109

 

Serviço de Urgência

O Serviço de Urgência do Hospital do Litoral Alentejano situa-se no Piso 0. servico-de-urgencia-2

 

Devido às características deste Serviço não são possíveis visitas com horários alargados, e o horário a seguir indicado poderá, por imperativos clínicos,  sofrer alterações a qualquer momento.

As visitas aos doentes efectuam-se entre as 11 e as 20 Horas
O Doente pode receber 2 visitas de familiares directos, alternadamente até um máximo de 5 minutos cada, desde que as suas condições de saúde o permitam (de acordo com o critério clínico).

Compete ao familiar de referência indicar previamente entre os familiares quem fará a visita.

 servico-de-urgencia

Serviço Imuno-hemoterapia

 

Responsável do Serviço:  Carlos Aldeia
Técnico Coordenador: Nuno Assunção
Enfermeira Chefe: Isabel Oliveira
Secretariado: Márcia Pereira

Missão: Prestar cuidados de saúde diferenciados e de qualidade, na área da medicina transfusional, utilizando procedimentos eficazes, eficientes e seguros, promovendo a satisfação dos utentes e dos profissionais.

Visão: Ser um serviço que transmite confiança, credibilidade e fiabilidade quando solicitada a sua intervenção. Dar orientações e fornecer um produto seguro em tempo útil, de forma a permitir o tratamento atempado dos doentes da Instituição, visando uma gestão inteligente do stock face ao preço e escassez dos produtos utilizados.

Dádivas de Sangue

A dádiva de sangue é um acto de solidariedade que além de não ser prejudicial à sua saúde, pode salvar vidas. O organismo humano tem a capacidade de reconstituir em algumas horas o volume de sangue que lhe foi retirado com a dádiva.
No entanto, algumas precauções devem ser tomadas para assegurar o seu bem-estar e segurança, e acelerar o processo de recuperação.

Horário no Serviço de Imuno-hemoterapia

terças-feiras
quintas-feiras
1º sábado de cada mês (exepto feriados)
das 9:00 às 12.00h

Consulte a lista atualizada dos LOCAIS DE COLHEITA EXTERNA

ATENÇÃO: Nos dIas 24 26 e 31 de julho, não haverá colheitas de sangue no serviço

calendario-de-colheitas-de-sangue perguntas-frequentes

Áreas de trabalho:

  • Obtenção, gestão e preparação de componentes sanguíneos para transfusão;
  • Consulta geral de Imuno-hemoterapia e consulta de hipocoagulados;
  • Hospital de Dia;
  • Realização de análises – Grupo Sanguíneo ABO e Rh (D);
  • Fenótipo eritrocitário Rh e Kell;
  • Teste de Anti-globulina Humana Directo (Coombs Direto), poliespecífico;
  • Teste de Anti-globulina Humana Directo (Coombs Direto), monoespecífico;
  • Teste de Anti-globulina Humana Indirecto/Pesquisa de Anticorpos;
  • Irregulares anti-eritrocitários (Coombs Indireto);
  • Pesquisa de Anticorpo anti-PF4/Heparina;
  • Pesquisa de D fraco;
  • Estudo do antigénio D (D parcial);
  • Estudo de cada antigénio eritrocitário (fora do Sistema ABO e Rh);
  • Identificação de Anticorpos anti-eritrocitários (em meio anti-globulina humana e enzimático);
  • Titulação de Anticorpos anti-eritrocitários;
  • Pesquisa de Crioaglutininas;
  • Titulação e determinação da amplitude térmica de crioaglutininas;
  • Teste de Donath-Landsteiner;
  • Eluição de Anticorpo anti-eritrocitário;
  • Adsorção de Anticorpo anti-eritrocitário.

Certificações:

Na sequência da inspecção realizada em maio de 2010 foi atribuído o Certificado de Autorização do Serviço de Imuno-Hemoterapia do HLA pela Autoridade para os Serviços de Sangue e da Transplantação, nos termos do decreto-lei 267/2007. A nível nacional, este Serviço, passa a ser o oitavo a obter a autorização.

certificacao-servico-de-sangue

Unidade de Cuidados Intensivos

Caracterização

A Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) da ULSLA tem por missão prestar cuidados diferenciados a doentes que apresentam doença aguda grave que ponha em risco o funcionamento de um ou mais órgãos vitais. Através de uma abordagem multidisciplinar é feito  o suporte vital necessário de forma a tratar e/ou prevenir a falência orgânica. Para este objetivo conta com uma equipa de profissionais médicos, enfermeiros e assistentes operacionais com diferenciação na prestação de cuidados ao doente crítico.
A UCI iniciou a sua atividade em 22 de Novembro de 2005. Tem uma capacidade de 6 camas, uma das quais destinada a doentes que necessitam de isolamento.

Equipa

Diretor do serviço
Pedro Moreira

Enfermeira Responsável
Vanda Seromenho

Equipa Médica
Constituída por 4 médicos a tempo inteiro e por 5 médicos a tempo parcial

Equipa de Enfermagem
Constituída por 19 enfermeiros

Equipa de Assistentes Operacionais
Constituída por 7 assistentes operacionais

Secretariado
Ana Sousa

Pertence ainda à equipa uma psicóloga, uma farmacêutica, uma assistente social.

Unidade de Cuidados Intensivos

Horário de visitas (13h30 – 14h30 e 18h00 – 19h00)
  • É permitida a entrada a uma pessoa de cada vez, num total de 2 pessoas em cada altura, por curtos períodos, e de acordo com a disponibilidade da unidade;
  • Existe uma campainha disponível na sala de visitas para informar a sua presença;
  • As mãos transportam micro-organismos e doenças, por isso é reforçada a lavagem das mãos, sempre, antes da entrada na sala de cuidados, seguindo as instruções dos profissionais de saúde;
  • Existe disponível um cacifo para as visitas poderem guardar os seus objetos pessoais, visto que não devem transportar nada para a sala nem trazer para a pessoa internada sem informação do Médico/a e/ ou do Enfermeiro/a (alimentos, medicamentos, flores, etc).
  • Os objetos de valor são entregues aos familiares logo que possível.


Recomendações

  • Deve-se falar baixo, o barulho pode ser prejudicial para as pessoas internadas;
  • O número de visitas deve ser restrito em prol do bem-estar da pessoa internada;
  • Informações clínicas são dadas pessoalmente por um Médico/a na Unidade e devem ser centralizadas num dos familiares – familiar de referência;
  • Os telemóveis devem estar desligados ao entrar na Unidade ou ficar no cacifo da sala de visitas;
  • Não é permitida a entrada a menores de 14 anos de idade, para sua própria proteção.

A equipa da UCI está sempre disponível para esclarecer qualquer dúvida e para dar as informações necessárias.

 

Contactos
Hospital do Litoral Alentejano
Monte do Gilbardinho EN 261
7540-230 Santiago do Cacém
Telefone: 269 818 100
Fax: 269 818 196
Email da UCI

Viatura Médica de Emergência e Reanimação - VMER

Com inicio de actividade a 03 de Setembro de 2009, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Litoral Alentejano actua essencialmente numa área geográfica que abrange os concelhos de Santiago do Cacém, Sines, Grândola, Odemira e Alcácer do Sal – cerca de 110.000 habitantes.

Com base no Hospital do Litoral Alentejano, EPE. A Viatura Médica de Emergência e Reanimação é um veículo de intervenção pré-hospitalar, destinado ao transporte rápido de uma equipa médica directamente ao local onde se encontra o doente.
Esta equipa é constituída por médico e enfermeiro.

A VMER tem como principais objectivos:
  • Transportar a equipa médica ao local da ocorrência.
  • Transportar o equipamento de suporte avançado de vida.
  • Triar em situação multivítimas.
  • Encaminhar e acompanhar até à unidade de saúde mais adequada à vítima

Actua na dependência directa do Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM)

O CODU é o elo da cadeia de socorro para onde são encaminhados os pedidos recebidos através do Número Nacional de Socorro – 112 – na área da emergência médica. O seu funcionamento é assegurado em permanência por médicos e operadores de central com formação específica para efectuar o atendimento, triagem, aconselhamento de pré-socorro e selecção e accionamento dos meios de socorro mais adequados a cada ocorrência, preparando a recepção hospitalar dos doentes.

A VMER é activada através do INEM/CODU, ligando o Número Europeu de Socorro – 112

Viatura de Emergência Médica